News

  • 23°

    Florianópolis
  • 23°

    Florianópolis

O mercado brasileiro de gás, incluindo o catarinense, é claro, passa por um processo muito semelhante ao que já se viu no setor de infraestrutura dos chamados países desenvolvidos: a migração de um setor que nasce estatal, tem um ciclo de desenvolvimento, chega à saturação e se transforma para competir em um mercado de livre concorrência.

A análise é do presidente da Companhia de Gás de Santa Catarina (a SCGás), Willian Anderson Lehmkuhl, que acrescentou que o benefício para a sociedade foi muito grande nos países que já venceram a etapa de migração. “Estamos vivendo uma evolução histórica. Quando se vai de um mercado monopolista para um em que a livre concorrência começa a funcionar, o consumidor final passa a ter opções e algum tipo de benefício. No Brasil isso ainda está em estudo e depende de transformação em toda a legislação que regula o setor.”

(Abertura da Pelo Estado Especial, página inteira, edição de 13/05/2019 da Coluna Pelo Estado, distribuída para 20 veículos impressos (adisc.com.br) e 17 portais de notícias do interior de Santa Catarina (scportais.com.br), endereços em que você pode acessar o conteúdo completo da matéria.