News

  • 24°

    Lages
  • 23°

    Joinville

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga supostas irregularidades envolvendo as empresas JBS e J&F em operações realizadas com o BNDES e o BNDES-PAR, entre  de 2007 a 2016, e que geraram prejuízos ao interesse público, recebeu ontem o empresário Wesley Batista. A reunião pôde ser acompanhada ao vivo pela página da TV Câmara no Youtube. O deputado federal Celso Maldaner (PMDB-SC), membro da CPMI, explicou que foram abertas as perguntas aos parlamentares, porém o empresário se resguardou ao direto de ficar em silêncio. “Este era o momento de ouvirmos um dos principais acusados neste escândalo, pois essa comissão tem o objetivo de informar a população. Mas, infelizmente, ele usou do seu direito e não respondeu nada. Por outro lado,  ouviu bastante e sabe que se deve, vai pagar”, contou Maldaner.

(Fotolegenda da edição de 09/11/2017 da Coluna Pelo Estado, distribuída para 26 diários integrados do interior de Santa Catarina, e que você lê na íntegra no site www.centraldediarios.com.br/cnr)