News

  • 23°

    Florianópolis
  • 23°

    Joinville

Depois que o deputado Gabriel Ribeiro (PSD) conseguiu aprovar a lei que regulamenta a produção e a venda do queijo serrano artesanal, para fins de certificação de qualidade e preservação do modo original de produção, que data do século 18, o deputado João Amin (PP) quer regulamentar também a produção e a comercialização de queijos artesanais de leite cru de outras variedades. O objetivo é que, com regras claras, especialmente sanitárias, o queijo artesanal catarinense ganhe espaço no mercado formal. Ele justifica que, tradicionalmente, os queijos artesanais catarinenses são elaborados a partir de leite cru, o que encontra entraves na legislação atual, impedindo a comercialização em supermercados, por exemplo. Amin elaborou a proposta em parceria com pesquisadores e especialistas em produção de queijo artesanal de leite cru da UFSC, membros do Movimento Slow Food, produtores catarinenses, com apoio da Epagri e da Associação Nacional dos Comerciantes de Queijo Artesanal (Comerqueijo). A tendência é que, assim como aconteceu com vinhos e espumantes produzidos no estados, os queijos catarinenses conquistem admiradores nos demais estados e em outros países.

(Fotolegenda da edição de 17/11/2017 da Coluna Pelo Estado, distribuída para 26 diários integrados do interior de Santa Catarina, e que você lê na íntegra no site www.centraldediarios.com.br/cnr)